BENEFÍCIOS

Os benefícios de uma floresta autóctone são vários. Os mais importantes são a produção de oxigénio e a função de sumidouro de CO2

Florestas autóctones contribuem significativamente para o melhoramento do microclima e o aumento da humidade no ar. Igualmente desempenham papel importante na produção de solo fértil através de processos de decomposição de massa orgânica. Com o seu solo profundo e rica em matéria orgânica, as florestas autóctones aumentam a capacidade de retenção de água na paisagem e consequentemente contribuem para a renovação do nível freático nela. 

As grandes copas de folhagem verde são importantes filtros de ar a eliminar poeiras e aerossóis. 

O coberto vegetal denso destas florestas consta uma proteção eficaz contra os agentes da erosão e ajuda na infiltração da água no solo.

A sua diversidade em espécies da flora atrai uma rica fauna e assim são importantes polos de biodiversidade e assim bancos genéticos.

Estão comprovados cientificamente os vários benefícios para a saúde humana e a saúde mental. Zonas naturais com as florestas autóctones têm efeitos positivos ao descanso visual. Fazer passeios na natureza baixa a tensão de sangue e a frequência do pulso, relaxa os músculos, fortalece o sistema imunitário e, de um modo geral, tem efeito vitalizante e estimulante, também acelera a recuperação após doença. Ou seja, a floresta autóctone satisfeita a nossa necessidade de estar de contato com a natureza.