O objetivo principal do Zimbral for LIFE é melhorar o estado de conservação dos Zimbros (Juniperus spp.) nas Dunas Costeiras de Portugal. Estas plantas formam comunidades cada vez mais raras e ameaçadas, sendo por isso um habitat prioritário para a conservação dentro da Rede Natura 2000, no âmbito da Diretiva Habitats da União Europeia.

As espécies exóticas invasoras, principalmente as Acácias e o Chorão-das-praias, a alteração do uso do solo e as alterações climáticas estão a destruir os Zimbrais Dunares e neste sentido, urge contrariar a tendência de degradação.

Para tal, o projeto pretende colmatar as lacunas no conhecimento sobre a biologia e ecologia destas plantas, testar e avaliar práticas de gestão, diminuir o impacto das principais ameaças, melhorar a estrutura e função, aumentar a área de ocorrência assim como elaborar um Plano Nacional de Conservação para este Habitat.

O projeto é coordenado pela Universidade de Évora que conta com a parceria da Rewilding Sudoeste, FloraData e do Centro de Investigação Científica e Tecnológica da Extremadura. A duração deste projeto é de 6 anos com início em Outubro de 2022.

As áreas de intervenção do Zimbral for LIFE abrangem 3 Zonas Especiais de Conservação, nomeadamente, Comporta/Galé, Costa Sudoeste e Ria Formosa/Castro Marim, onde serão demonstradas as ações concretas de conservação e restauro do habitat.

O projeto Zimbral for LIFE (LIFE21-NAT-PT) é financiado pela União Europeia através do Programa LIFE.

Captura de ecrã 2022-11-16, às 10.00.11.png
IMG_2863.jpg
IMG_2867.jpg
zimbral de Vale dos Homens.JPG