PORQUÊ PRESERVAR?

A preservação da floresta autóctone não só é um dever ético ou motivada pela grande biodiversidade que alberga, também é uma aposta ao futuro económico da região do Sudoeste de Portugal. Todas análises económicas indicam que uma floresta autóctone e a silvicultura próxima da natureza oferecem rendimentos interessantes. E isto não só ao longo prazo!

MELHORAR A RENTABILIDADE ECONÓMICA

Silvicultura próxima da natureza permite melhorar a rentabilidade económica, com criação de valor e melhoria produtiva do povoamento florestal, possibilitando receitas periódicas, de forma continuada, ao mesmo tempo que promove e integra um conjunto de serviços do ecossistema, como sejam o sequestro e armazenamento de carbono, a conservação da biodiversidade, a conservação do solo e da água e a preservação da paisagem.

 

plant_carvalho.jpg
SILVICULTURA PRÓXIMA
DA NATUREZA

A Silvicultura Próxima da Natureza favorece a conciliação da economia com a ecologia, contribuindo para uma floresta sustentável, multifuncional, integrada e rentável.